ESTUDANDO A PALAVRA

ESTUDANDO A PALAVRA

sábado, 18 de julho de 2009

O CULTO COMO AMEÇA E ESPERANÇA PARA O MUNDO.


Introdução: Para se entender a temática deste assunto precisamos fazer duas considerações preliminares. Que são necessárias para o entendimento adequado do que seja de fato o cutto a Deus.
I. A Relação entre o Sagrado e Profano.
Nós não devemos produzir uma teologia que diga existir uma distinção entre Natureza e Graça; na nossa vida nada é profano tudo é gracioso, ou seja reside na graça absoluta de Deus sobre o homem.
Todavia, esta distinção deve ser mantida no âmbiente litúrgico. O culto é santo e o mundo é profano. Isto porque o presente mundo "procura por todos os meios baratear a graça, dando a entender que ela se explica por si mesma. Pois, ele (o mundo) não deseja em seu seio um povo de profetas, sacerdotes e reis, um povo que o julga e que tem a pretensão de substituí-lo por coisas mais essenciais e de agir como procurador do mundo no reconhecimento de sua legítima destinação; de um povo destinado a permanecer livre". De onde vem esse problema?
1. Vem de uma profanação da Igreja.
A Igreja é desprezada no seu culto, na sua mensagem e na sua existência.
2. A Igreja consente que ela seja profanada.
um exemplo claro disso é o o trabalho realizado no domingo - que sugere que este dia é igual a qualquer outro dia; na degradação do milagre do Batismo e da Eucaristia; todos nós somos cúmplices desta profanação quando nos calamos. (Mc.7.6). A Igreja tem se conformado com o mundo e esquecido das verdades ensinadas pela verdade de Deus em Romanos 12.1-3.
II - A Questão do Caráter Público do culto.
O culto cristão - ou a celebração pactual no culto - não é pública. Isto porqe o culto é realmente celebrado e pactuado pelos que foram batizados. Isto implica porque ele não pode ser público só os que foram admitidos na aliança podem se aproxiamar do centro litúrgico que é a Eucaristia - Santa Ceia. deve-se ter em mente que o que é público no culto é a anunciação do Evangelho de Cristo (Mc.10.27) - ou seja só é pública na Igreja a Pregação da Palavra falada. Todos participam dela incluindo o incrédulo conforme 1 Co.14.23ss - isto implica na missão da Igreja - proclamar Cristo, a um mundo perdido.
O culto não precisa ser público para ser culto. Pois, a Igreja nos primórdios sempre se reuniu secretamente e cristo prometeu está sempre presente nesta reunião.
III - O Culto como uma Ameaça para o Mundo.
Como isso acontece?
1. O Culto Questiona a Justiça dos Homens. Todas as vezes que vamos à eucararistia lembras que um homem foi morto injustamente, a morte dele é anunciada no culto - 1 Co 11.26 - como sendo o centro de nossa salvação. Mostrando ao mundo que apenas Deus é o centro de tudo e que a justiça dos homens não significa nada diante do soberano (Romanos 16.27; Ap.4.11;7.10;
2. O Culto é um prelúdio do juizo final
a. Apresentando que há uma separação real e verdadeira (Col.1.13) - fomos tirados do mundo para o reino de Deus revelado na vida da Igreja - povo do reino de Deus. No Batismo fomos indicados que não estamos mais no mundo e que o juízo de Deus não nos alcança. O cristão é chamado no culto a viver uma vida que condene o mundo e sua prática.
3. O Culto Cristão condena todo falso culto
O culto desmascara toda a vaidade do homem que tenta levar o homem até Deus (1 tm.2.1-4); é nosso dever nos separar pela consagração de vida (2 Co.6.14-18)
IV - O Culto como Esperança para com Mundo.
Cristo é a esperança do mundo e da Igreja( 1Tm.1.1; Cl.1.27) como esta esperança ocorre?
a) No caráter vicário do culto.
A vida do homem foi feita para o culto = Gn.2.4.
A Igreja substitui o mundo no culto que dpresta a Deus restaurando aquilo que fora perdido na queda; a igreja está no lugar dela como a nova humanidade restarada em Cristo 2 Co.5.17.
b) No Mistério da Criação que o culto revela
No mundo que está perdido e sem norte por causa do pecado do homem - o culto mostra que há uma solução - pois, na eucarisita o mundo pode ter a esperança. (Jo.6.51). É no culto que a Igreja reorienta o mundo. Porque nele nos somos restaurados a imgem de Deus pela palavra da santificação (Jo.17.17)
Oferecendo perdão a todo o culto que estava desviando-se da verdade e sendo chamado a centralidade em Cristo; visa trazer este culto para celebrar biblicamente este novo evento na história do homem - a mudança de vida trazida pela Palavra de Cristo.
Mas o culto também mostra que devemo abandonar toda forma de culto não ordenada pela palavra - culto aos nossos desejos, o culto motiva à humildade. Aquilo que era pervertido renasce na centralidade do Cristo (Jo.4.22-30).

2 comentários:

IPF disse...

e AI, COMO ESTÁ?

IPF disse...

REALMENTE, O CULTO AO SENHOR PRECISA SER LEVÁDO A SÉRIO, POIS HÁ UMA ENORME TENDÊNCIA DE SER NEGLIGENCIADO.